Milos, Greece

Milos

‘Oh, também vais a uma ilha grega?! A qual… Mykonos ou Santorini?” “A nenhuma. Milos.” Esta pequena ilha grega, que já foi casa para a mundialmente famosa estátua de Venus de Milo, que ainda não conseguiu atingir os mesmos níveis de fama – mas certamente não por falta de atratividade.

Depois de estarmos acordados há mais de 24 horas, de viajarmos de avião, autocarros e ferry, foi com deleite que sentimos a brisa do mar ao sair do barco em Adamas. Apesar de o inicio de junho ser bastante ventoso em Milos, o ar era quente. Ficámos no ponto nordeste da ilha, num resort exótico gerido por uma familia, com o nome de En Milo. Os quartos tinham muita luz e vista para a piscina infinita, que aliciava o olhar na direção do mar, que ficava a apenas cinquenta pés à nossa frente. Por muito que tivéssemos entusiasmados por começar a explorar, precisávamos de dar aquele dia por terminado e descansar – mas não antes de molharmos os pés na água e vermos o primeiro pôr-do-sol.

O sol desejou-nos boa noite e saudou-nos com um bom dia, enquanto nos dirigíamos para o pequeno-almoço. A mesa, coberta com vários ingredientes gregos, depressa se tornou vazia à medida que íamos comendo e planeando o dia. O nosso querido anfitrião recomendou-nos algumas praias ao longo da costa sul, que era onde viríamos a passar vários dias ao longo da semana. A maioria dos locais estavam a uma distância de 30 minutos de carro, o que era perfeito, porque queríamos ir a todo o lado.

A área mais conhecida de Milos é Kleftiko, que é composta por formações rochosas, a sudoeste, ao longo da costa – antigamente, utilizada como esconderijo onde os piratas atracavam os seus barcos. Apesar de surpreendente, o nosso amor pela ilha Aegean não começou com Kleiftiko ou Sarakiniko, mas com uma fotografia que encontrámos, com cores vibrantes de flores que serviam de decoração às paredes brancas de Plaka. Fez-nos relembrar o interior das muralhas do castelo de Óbidos, uma cidade antiga de Portugal. Além destas belezas naturais, Milos é casa a muitas outras coisas, como por exemplo, aldeias de pescadores, comida fresca, uma história rica e uma atmosfera repleta de positivismo – incomparável com muitos outros sítios onde já estive.

Embora tenhamos passado seis dias na ilha, não podemos resumi-los apenas com palavras… E por isso vou deixar as fotografias falarem.

TEXTO & FOTOS: NOAH GANHÃO

Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece
Milos, Greece

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Newsletter