Cataplana de Marisco
https://www.instagram.com/finchristoforidis/

É uma panela. É uma refeição. É Cataplana.

O destino de férias perfeito é um verão no Algarve, em Portugal – o areal, a cor azul safira do oceano e as refeições deliciosas criadas com os ingredientes mais frescos.  Com cerca de 200 quilómetros de costa, não é de surpreender que o peixe e marisco sejam os ingredientes principais na gastronomia algarvia, incluindo do prato mais famoso, a cataplana. A avó Rosa Bandeira aceitou o desafio e mostrou-nos como criar este prato tradicional, dando-nos ainda uma lição de história durante o processo.

“O que muitas pessoas não se apercebem é que a palavra cataplana se refere tanto ao ensopado como à panela onde é preparado.” A panela, que é única na região, era tradicionalmente feita de cobre martelado. O uso de cobre permitia a excelente condutividade do calor ao longo de toda a cataplana, dando um sabor único e incomparável a esta iguaria. Com o formato de uma ameijoa, a tampa em forma de cúpula fecha na parte inferior para selar, como um forno holandês, o que encoraja um efeito fumegante. “Cozinhar na cataplana torna o sabor mais rico. O molho não evapora apenas no ar, estão continuamente a voltar para os alimentos, criando um líquido suculento no fundo.”

Apesar de a origem da cataplana ser desconhecida, muitos acreditam que tem origem no século dezoito com a ocupação Moura e que este é o equivalente português da tagine – um recipiente de cozinha semelhante do Norte de África.

“No passado, os pescadores usavam a cataplana como lancheira, recheada em casa com essenciais como alho, cebola, azeite e vegetais. Quando chega ao momento de comer, adicionam o que apanharam no mar e ferviam tudo na mesma panela sob o fogo. Muitas vezes, era feito um buraco no chão onde colocavam a cataplana sob brasas e cobriam com areia.”

Apesar de uma cataplana ser tipicamente feita com qualquer combinação de marisco – camarões, ameijoas, mexilhões, peixe, lulas, polvo – a Rosa sugeriu que usasse a sua imaginação. “Adicione qualquer combinação que goste – mexilhões e chouriço picante; lulas e fiambre fumado; lulas e coelho; polvo e batata doce; carne de porco e ameijoas; ou faça-a vegetariana – são todas variações excelentes. Esta é realmente a panela onde é mais fácil cozinhar. Crie um refogado (alho e cebola salteados em azeite) no fundo da panela, adicione a carne e vegetais, verta algum líquido (vinho, água, caldo ou uma mistura dos três), prenda-a, ferva e deixe numa temperatura média-baixa até que a carne esteja cozinhada.”

Não demorou muito até estarmos à mesa da Avó Rosa a aproveitar a Cataplana de Marisco, servida com uma garrafa fresca de Alvarinho e muito pão torrado para, no final, ensopar no molho. Estava delicioso, e eu fiquei ansioso por experimentar a receita em casa, mas tenho um pequeno problema – não tenho uma cataplana. “Se não tem uma cataplana, podes fazer esta receita num forno holandês, wok ou qualquer outra panela de fundo pesado e com tampa, mas tente encontrar uma. Alguns espaços comerciais portugueses vendem-nas na área de Toronto e pode encontrá-las também online.”

Estou ansioso por em breve ter o sabor do algarve na minha cozinha.

Cataplana de Marisco

Serves 6

INGREDIENTES
  • 2 dentes de alho
  • ½ pimento vermelho
  • 300g de camarão  
  • 1 lavagante (aproxim. 500g)
  • 1 dl de vinho branco
  • 1 colher de sopa de pasta de tomate
  • 500g de ameijoas
  • 200g de mexilhão meia-casca 
  • Coentros (picados)
  • Sal q.b.
  • Molho de piri piri
INSTRUÇÕES
  1. Coloque a lagosta, os camarões ou os mexilhões no fundo da cataplana.    
  2. Corte as cebolas, o alho e os pimentos em fatias finas.     
  3. Adicione as cebolas, o alho, o azeite e cozinhe até que as cebolas caramelizem um pouco.     
  4. Adicione os pimentos vermelhos e deixe refogar.     
  5. Adicione o vinho branco e a pasta de tomate, tempere com sal e com o molho de piri piri.     
  6. Coloque o molho por cima do marisco.     
  7. Feche a cataplana e deixe cozinhar durante 10 minutos.     
  8. Remova a cataplana do calor.     
  9. Adicione as ameijoas, feche a cataplana, deixe cozinhar por cinco minutos e vá mexendo de tempo a tempo.     
  10. Finalmente, tempere com sal e pimentos, se necessário adicione coentros.    
  11. De seguida, sirva com arroz branco ou pão torrado. 

TEXTO: DAVID GANHÃO
RECEITA: ROSA BANDEIRA
FOTOS: FIN CHRISTOFORIDIS

Cataplana de Marisco
servir Cataplana de Marisco
servir Cataplana de Marisco
Cataplana de Marisco
Cataplana de Marisco
Cataplana de Marisco
Cataplana de Marisco

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Newsletter