Bolo Rei
noahganhao.com

Rainha do Bolo Rei

A MESA DA AVÓ CAROLINA

Nenhum Natal Português está completo sem o famoso bolo Rei na mesa. O nome “Bolo Rei” deriva da sua forma redonda, a sua crosta brilhante e frutas coloridas, com semelhanças uma coroa decorada com jóias. Come-se durante a época natalícia que termina no Dia dos Reis a 6 de Janeiro.

Quando era criança era sempre a minha mãe que se encarregava da tarefa de fazer o Bolo Rei e continua a fazê-lo, ano após ano, faz bolos para a casa de cada um dos irmãos. Perguntei-lhe se esta receita natalícia vinha da minha avó, mas infelizmente não. Na sua infância, em Portugal, normalmente as pessoas compram o Bolo Rei na pastelaria devido à quantidade de trabalho que é preciso para fazer. A massa tem de ser amassada extensivamente e enrolada para criar a forma, textura perfeita e claro, sabor. A cobertura é escolhida cuidadosamente e adicionada mesmo antes de ir para cozer, não apenas para adicionar sabor mas também para se tornar evidente na mesa. O bolo faz lembrar um pão denso e doce, recheado com nozes e frutas secas, sendo depois coberto com frutas cristalizadas antes de ser polvilhado com açúcar em pó.

Ao longo dos anos, a minha mãe alterou e ajustou a receita para encontrar o equilíbrio perfeito, que não tem comparação possível com qualquer padaria. Apesar de todo o tempo e esforço necessário para fazer o Bolo Rei, a minha mãe orgulha-se de cozer a aperfeiçoar este regalo todos os anos, para todas as famílias que se reunem nesta época festiva.

Existem várias lendas e símbolos relacionados com o Bolo Rei. São vários os que dizem que representa ouro, a fruta seca e cristalizada simboliza a mirra e o aroma simboliza o incenso. Tradicionalmente, o Bolo Rei era feito com um feijão inteiro e com uma bugiganga escondida no bolo – quem encontrasse a bugiganga teria sorte no ano seguinte e quem encontrasse o feijão teria de comprar o Bolo Rei no ano seguinte – a não ser, claro, que a tua mãe ou avó sejam o padeiro de serviço.

O Bolo Rei faz parte daquelas tradições de Natal que são tomadas como garantidas mas sem a qual a refeição fica incompleta. Com o seu aspeto cristalizado e com as frutas verdes e vermelhas parece uma coroa de Natal – a peça do centro. Tantas tradições portuguesas têm como base a comida e as nossas celebrações não seriam o mesmo sem os nossos favoritos. Apesar de conhecermos a mesa portuguesa na época do Natal, ou qualquer refeição familiar na verdade, com mais comida na mesa do que aquela que algum dia poderíamos comer, mesmo assim sentiríamos falta do bolo rei se não estivesse lá.


Bolo Rei

FAZ 2 BOLOS

INGREDIENTS

Cake

  • 40g Fermento de padeiro
  • Água morna para desfazer o fermento
  • 250g Farinha
  • 150 Manteiga temperatura ambiente
  • 3 Ovos 1dl Vinho do porto ou brandy
  • 175g Açúcar
  • 1 colher chá sal
  • 1 laranja (raspa e sumo)
  • 500g Farinha
  • 1 ovo para pintar

Frutas secas

  • 75g Passas
  • 75g Nozes
  • 75g Pinhões
  • 75g Amêndoa palitada
  • 75g fruta cristalizada pequenos

Fruta cristalizada para decorar o bolo

  • 65g Abóbora coberta
  • 50g casca de laranja cristalizada
  • 2 figos cristalizados
  • 2 peras cristalizados
  • 50g Cerejas cristalizados

INSTRUCTIONS

  1. Misturam primeiro o vinho do porto out brandy nas frutas
  2. Amassa-se o fermento desfeito em agua morna com 350 g de farinha Faz uma bola que se deixa levedar por meia hora.
  3. Passado esse tempo, deita-se as 500g de farinha sobre a mesa, abra-lhe uma cavidade ao centro de deite o açúcar, a manteiga, o sal e a raspa e sumo de laranja e amasse muito bem evitando tocar na farinha que circunda.
  4. Depois destes elementos bem amassados, junte-lhe a massa do fermento. Ammase os então em conjunto e junte os ovos um a um amassando sempre.
  5. Escorra as frutas picadas do liquido à massa. Vá depois envolvendo circundado e amassando tudo. Vá amassando e batendo sempre o mais que poder até começar a descolar-se da mesa.
  6. Misture-lhe depois as frutas picadas escorridas de modo que fiquem bem envolvidas. Polvilhe com farinha. Faça uma bola. Coloque-a em recipiente e cubra com um pano aquecido. Deve conservada em ambiente aquecido ate que duplicar o volume.
  7. Divide-se a massa em duas porções. Faça uma bola de cada porção Faça depois um furo ao meio de cada bolo e ai alargando ate formar um circulo tendo o cuidado para o feito do bolo ficar regula. Coloque o bolo num tabuleiro ou forma redonda, tera que levar novamente em ambiente aquecido para dupliquem o seu volume. Com um pincel pinta os depois ao de leve com ovo batido.
  8. Por cima disponha os pedaços de frutas intercaladas com montinhos de açúcar em pó. As frutas devem ser colocadas de modo a dar o maior colorido possível aos bolos.
  9. Leve a cozer em forno quente a 350º por 35 a 45 minutos conforme o tamanho. Retire-os do forno. Ainda quente, com o pincel, pinte-os com geleia.

Notas: Se pretende introduzir brindes ou fava no bolo, embrulhe-os individualmente em papel vegetal antes de os colocar no tabuleiro. Faça-lhes uma incisão pelo lado de dentro alise depois o melhor que poder. Eu não costume colocar por segurança. 

Bom Apetite 

TEXT: DULCE MATOS FOTOS: NOAH GANHÃO

Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei
Bolo Rei

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Newsletter